28 fevereiro, 2010

Minha Metade


























A minha metade, a que te conquistou...
Com meus versos, minhas rimas
A fortaleza que te fiz
A translucidez de minha alma
Reconhecida pela tua
Ficou toda na tua alma
Porque a outra metade da minha
Sentindo a ausência da tua
Ficou na brisa do vento
Agora em brasa...
Ventania assombrada
Pelo fogo que arde.
Pelo silêncio que se ouve
Pelo vazio que deixou...
E me tranco em versos
Com a metade que restou...

Dú♥Karmona®