23 setembro, 2010

E Ele resolve me amar...

Saudade... tomou-me por inteiro
Sentida pelo olfato: maresia
Visão do infinito e preciso mar.
Envolve-me os sentidos
Vento, respingos de ondas.
Miro o infinito, avanço!
Levo-me inteira
E ... me perco.
Tomada de coragem tento buscar-me
Nas profundezas oceânicas.
Entre fantasmas, braçadas vulcânicas.
Águas ora turvas, ora cristalinas
Avanço em busca existencial...
Recobro os sentidos no tapete de areia.
Sou somente um grão...
Boca salgada, chama no peito.
Luar de estrelas
Sussurro do vento...
Impressão de renascimento.
Busco identidade na memória...
Ouço vozes infinitas
Sussurrando o que ser
Como agir, o que sentir!
Ouço surdamente em eco.
E entre sussurros, meu grito!
Foi preciso confessar
Minhas fraquezas,
Morrer para mim mesma...
E despida de tudo, sintonizo o mar
E o Mar.... Ah o mar... Sim !
E Ele resolve me amar...


Dú♥Karmona®