11 maio, 2013

Ser ... ( II )



Ser ... ( II )
Parece que cheguei da minha juventude, do tempo que não tinha tantos sonhos concretizados, nem adormecidos...
Os rostos, as risadas e o que sentíamos ainda intáctos, junto com as dúvidas que ainda permanecem com as escolhas já feitas...
Entre os sinais, o som tão igual, como se estivesse em um ‘colo macio’ protegida desse tempo que foi e que ainda insiste em ficar...
Encontro com identidades que fitam nesse tempo nos dando a certeza de que precisamos continuar, agora!
E uma lacuna, um espaço que brilha sem nos dar a certeza de que veio, de que está... mas sentimos tão perto e tão igual quanto aos nossos sonhos...
E sentirmos o que ainda ‘somos’...

Dú♥Karmona®
Recanto das Letras