14 abril, 2013

Inconstância ...




        Inconstância
Como resgatar meu sonho que se perdeu 
No tempo sem esquecer-me lá?
Preciso voltar pro meu resgate, 
Senão, como viver nesta vida que reluta em caminhar
E abrir as portas?
Preciso viver o que sinto 
mas se confunde na minha escolha...
Volta como uma espada, 
finca em meu peito e me mata
Um pouco a cada dia... Será melancolia?
E morre aos poucos o que sinto em mim
Sem morrer de verdade o que sinto por tudo
O que me persegue entre a distância dos meus sonhos
Mas me deixará viva para quando morrer de verdade
Continuar existindo... 
Dú♥Karmona®