05 agosto, 2011

Metades Inteiras...




Metades Inteiras...

Entre o tudo que mudou de lugar
e o mundo que sabia existir,
mas tão longe de ser,
voava sem caminho.
Voava, para tão mais além...
E em seu interior, aquela voz feito canção
perpetuou, sentida!
E sem estar, sem permitir, ficou!
Ficou misturada entre metades inteiras...

Dú♥Karmona®