15 outubro, 2010

Inteira ...


Na sua falta, peguei todas aquelas suas frases feitas
que ficavam ao lado dos livros, na estante
e esqueci todas!

E aqueles dias lindos...
que pintava de cor de rosas
com essência de baunilha,
e depois embrulhava com fitas azuis da cor do céu,
dizendo que eram presentes...
Só pra me impressionar,
não nasceu ainda, nem um dia igual...

Aquele sonho que disse ser meu
e que era só desejar forte que a gente
poderia ter juntos, escapou...

Fiquei com meus dias quentes, aqueles de verão
que mesmo sozinha, consigo sonhar, consigo ter...
Consigo ouvir o vento passar,
que vira brisa com a nossa canção.
E que depois descobri ser só minha
e é a mesma que vive comigo desde sempre...

Fiquei com o que sou, fiquei comigo.
Fiquei com o que não viu,
com o que senti sem mudar.
Sim, eu fiquei com o que disse não existir...
Em meu mundo que você não viu...
Fiquei com o meu 'tudo'
E a sua falta, preenchi sem culpas,
com todo amor que transbordo...
E assim prossigo, sem a sua metade
e volto para mim, Inteira!

Dú♥Karmona®