05 julho, 2009

Saudade que foi


Aquela saudade que doi...
Que fica entre pensamentos
E versos gritantes...
Entregues em delirios,
Tanto faz de dia ou a noite,
Entre estrelas cometas ou na brisa...
Aquela saudade que doi
Sim, aquela! virou flor, com essência exalante...
E me foi entregue em forma de um lindo buque
Junto com um sorriso faceiro
E um olhar feito canção...
Aquela saudade?
Sanou com teu 'ficar',
Com teu abraço.
Ela se foi deixando a primavera...


Dú♥Karmona®