12 abril, 2015

Flores e Amores...



Flores e amores...
Nesses versos, desejo flores
Desejo amores
Chuva de pingos de estrelas
Entre o som dos velhos amores

Que meus versos sejam, sem choro, sem dor
Sejam somente amores...
Vividos ou não
Aqui ou lá
E aqui e lá
Por que não?

Que não façam que minha dor
Vire pedra dolorida do lado esquerdo
Desejo flores desses amores
Uma orquestra florida de amores
De olhares que façam esquecermos as dores
Aquelas q viram pedra...
No lugar vazio que ficou
Da ausência de flores e amores...

E lhe desejo flores e amores...

DúKarmona®