30 maio, 2013

Sensações ...




Sensações...
" Fica assim, tão apaixonado
Com o amor que sente
Que nem percebe que ele passou...
Que já ‘sentiu’ e nunca terá
A mesma sensação com aquele amor...
Tenta recuperar aquele tempo, sintonizar ...
Enada vê na simplicidade de seu tempo...
E procura em todas as canções,
Em todos os versos...
Complicando com o tempo,
sem rimar, sem ser a canção
Do amor que toava naquelas noites...
Fique com as sensações,
elas permanecerão!
Mesmo ficando só...
Elas permanecerão!
Quando isso entender,
Estará libertando o amor...
Refém até então de suas sensações
Sem sintonia com esse tempo.
Vá, viva! E ame de verdade... e, seja feliz!
 
E eu? Eternizando sensações... "
Dú♥Karmona®

24 maio, 2013

Declaração ( II )


Declaração
Declara assim aquele amor...
Da mesma forma que ouvia
Declara assim agora nessa canção que ouço
Que morro de amor assim
E se for de amor que seja agora,
Em boa companhia...
Dú♥Karmona®
                      Recanto das Letras

20 maio, 2013

Vida!



Vida!
Foi muito bom chegar até aqui...
Mesmo com o tempo pedindo pra ficar
Passando tão depressa...
Entre ‘espinhos’ e ‘flores raras’
Entre tudo que carrego e que ainda quero!
De tudo e um pouco mais
Dessa vida que não para!
Dú♥Karmona®
Recanto das Letras 


12 maio, 2013



Mãe ...


“ Nada pode ser comparado a Mãe...
Nem mesmo a rima de uma poesia
Nenhuma palavra rima com a palavra Mãe
Somente uma palavra chega quase perto...
Também tem três letras
E até o acento ‘til’ e trocando-se somente uma vogal
A letra ‘e’ é substituída pela letra ‘i’, de 'incondicional'
Trocando-se também a posição, para a primeira: ‘IMÃ’
A mulher que atrai a vida e a esse amor incondicional
De ‘ser’ Mãe... ”

Dú♥Karmona®

11 maio, 2013

Ser ... ( II )



Ser ... ( II )
Parece que cheguei da minha juventude, do tempo que não tinha tantos sonhos concretizados, nem adormecidos...
Os rostos, as risadas e o que sentíamos ainda intáctos, junto com as dúvidas que ainda permanecem com as escolhas já feitas...
Entre os sinais, o som tão igual, como se estivesse em um ‘colo macio’ protegida desse tempo que foi e que ainda insiste em ficar...
Encontro com identidades que fitam nesse tempo nos dando a certeza de que precisamos continuar, agora!
E uma lacuna, um espaço que brilha sem nos dar a certeza de que veio, de que está... mas sentimos tão perto e tão igual quanto aos nossos sonhos...
E sentirmos o que ainda ‘somos’...

Dú♥Karmona®
Recanto das Letras

04 maio, 2013


Você! ( V )

“ ... Você é uma das poucas pessoas
que consigo ver nesses instantes,
nessas sensações boas que temos
quando enxergamos o que realmente
vale a pena... “

Dú♥Karmona®



03 maio, 2013

Pensamentos ...



Pensamentos...

“A gente não pode deixar que nada exterior 
afete o que a gente sente aqui dentro, 
pelas pessoas, pelos instantes e que 
de alguma forma eternizam.
E só o que levamos, sensações...
Fico triste quando alguém, 
no meio destes instantes, 
tenta passar o que não é,
o que não sente e de alguma forma 
tenta mudar a gente...
Fico triste! “

Dú♥Karmona®






Fique ...


Fique ...

" ... não mude... não se deixe ir além
do que não existe em você...
a noite está linda hoje! "

Dú♥Karmona®




02 maio, 2013



" Não me prenda!
Assim, não poderei voltar... "


Dú♥Karmona®