20 outubro, 2015

Sensações Lidas...




Sensações Lidas...
Escrevo assim porque não me caibo
Sinto mundos em mim deixados
De onde vim ...
Não me pergunte assim como faço
Porque só sei o que sinto e é tão rápido
Que muitas vezes me escapo

Dizem que poeta é assim...
Sinto além de mim,
E fico nua de mim
Quando em palavras
Revelo meus segredos
Fragmentados ...
Em sensações lidas...

E entre retalhos de mim,
Leio as sensações
Da noite enluarada,
Do entardecer com pingos de estrelas...
Entre chuva, ventania e brisa
E dou formato à poesia
Tornando a vida mais amena...

Deixo a quem não viu
O meu retrato...
E em forma de poesia
Tudo que senti
Quando vestida de vida,
entre sensações lidas
Tento o meu resgate ...


Dú♥Karmona®