28 agosto, 2011

20 agosto, 2011

Solidão ...







































Solidão...

Ela sabia onde poderia estar...

Somente lá ela poderia gritar
ou dizer o que tanto queria
E até dizer 'não', quando quisesse
Somente lá poderia 'ser'
poderia 'dizer'
poderia 'sentir' o 'teu sorrir'
ou o 'teu sofrer'...
E 'permanecer', sempre quando quisesse
mas para isso teria que conhecer a 'solidão'
e assim foi, entre escolhas... ficou!

Dú♥Karmona®



Amor ...
































Amor ...

" ... Esse amor que deixou aqui
Só fez misturar com o meu
Deixando meu mundo assim...
Depois de querer ter sido minha estrela
Em todos os dias que me deu
Não tenho mais o tempo que passou
Nem o carinho que me deu
Mas tenho sim, a mistura que deixou... "

Dú♥Karmona®

Sem você ...


































Sem você...


Sem alegria no meu jeito de viver.
Sem você, admito, a poesia chora,
Aquela que fez folia em nossa canção...
Sem você em mim, o meu dom fica sem som,
As flores que você deixou, sem tom!
E amanhã quem sabe,
Sem você, doendo,  eu possa viver...

Dú♥Karmona®


http://www.recantodasletras.com.br/pensamentos/3170621 

14 agosto, 2011

Oração à meu Pai


Feliz dia dos Pais !


E o que ficou...



E o que ficou...

Não sei ao certo para onde foi
Mas sei por que veio...
Foi meu grande farol
Eternizando uma luz no meu caminhar...
Em minhas escolhas,
Foi grande, forte
E herói...
Foi meu Jesus
Fez minha fé
Sanou meus medos...
Meus pesadelos
E até meus pecados...
Meus erros criticados
Mas no fundo compreendidos...
Tudo que quis desde o começo
E o que quis até o fim...
Pai, ainda sou tua menina!
Não é mais palpável...
Mas ficou no meu abraço
Em meus tantos segredos
Contados e vividos...
Não são cômodos vazios,
Pensados, em ecos gritantes
Que te eterniza...
É a voz forte que ainda ouço
E me dá a direção
Que trepida em meu peito...
Teu sangue que corre em minhas veias!
Tantos olhares trocados
Sentidos, ouvidos e açucarados...
Virou pingos de estrela,
Deixando luz no meu caminhar...
Não sei para onde foi ao certo
Mas, Pai, sei que ficou...

Dú♥Karmona®


http://www.recantodasletras.com.br/homenagens/3158716 


05 agosto, 2011

Metades Inteiras...




Metades Inteiras...

Entre o tudo que mudou de lugar
e o mundo que sabia existir,
mas tão longe de ser,
voava sem caminho.
Voava, para tão mais além...
E em seu interior, aquela voz feito canção
perpetuou, sentida!
E sem estar, sem permitir, ficou!
Ficou misturada entre metades inteiras...

Dú♥Karmona®