27 setembro, 2010

Meus Anjos ...

 

Esta na minha hora...
Hora de ir embora
e levo no peito,
sem angustias
nem medos,
o que se revelou.
Deixo no meu quintal
o som “dos pequenos” ...
As flores...
O canto dos pássaros...
O tapete de areia,
O por do sol na minha sala de estar...
O barulho do riacho sob a ponte
que corre em direção ao mar...
Meus passos no calçadão
E levo a poesia de tudo,
fonte de inspiração ... 
E meus Anjos revelados
Em meu coração...

Dú♥Karmona®


26 setembro, 2010

Alma Minha


























Minh’alma chora
Tudo que tranquei
Tudo que perdi
Sem ter tido...
Tudo que sofri e morri...
Um pouco a cada dia.
E me vesti de poesia
E não adiantou...
O vento soprou
E te levou!
E minh’alma chora
A ausência da tua...
Alma minha!

Dú♥Karmona®

25 setembro, 2010

Ausência de Mim ...



Estava assim tão ausente de mim
Sem saber quando voltar...
Foi quando ouvi (do Beto) que minha inspiração
Estava sendo usada pra 'sarar as coisas'
Dentro de mim...
Acho que são tantas 'as coisas'
Que irei sentir saudades... 
Mas só de mim!


Dú♥Karmona®


O Mundo é Colorido ...



O Mundo é Colorido...

Excluir um ser humano de qualquer cor que for
Por condição financeira ou aparencia, sem dó,
Não é humano, não é solidário.
Misturar nossas singularidades, nossas cores,
Permite o reconhecimento e é a soma do amor
Que bate no peito de qualquer cor.
O amor independe de cor, de condição social
O amor é incondicional...
Ame sem diferenças, sem desigualdade
Onde quer que esteja...
Onde quer que for
Aos quatro cantos do mundo
tem que ter amor!
Assim, só assim estaremos colorindo este mundo
E faremos dele um lugar melhor!

Dú♥Karmona®

(foto retirada da Internet)


23 setembro, 2010

E Ele resolve me amar...

Saudade... tomou-me por inteiro
Sentida pelo olfato: maresia
Visão do infinito e preciso mar.
Envolve-me os sentidos
Vento, respingos de ondas.
Miro o infinito, avanço!
Levo-me inteira
E ... me perco.
Tomada de coragem tento buscar-me
Nas profundezas oceânicas.
Entre fantasmas, braçadas vulcânicas.
Águas ora turvas, ora cristalinas
Avanço em busca existencial...
Recobro os sentidos no tapete de areia.
Sou somente um grão...
Boca salgada, chama no peito.
Luar de estrelas
Sussurro do vento...
Impressão de renascimento.
Busco identidade na memória...
Ouço vozes infinitas
Sussurrando o que ser
Como agir, o que sentir!
Ouço surdamente em eco.
E entre sussurros, meu grito!
Foi preciso confessar
Minhas fraquezas,
Morrer para mim mesma...
E despida de tudo, sintonizo o mar
E o Mar.... Ah o mar... Sim !
E Ele resolve me amar...


Dú♥Karmona®

Pensamento ... ( XII )

"... Como calar?
Calar essa dor...
Essa fome de tudo
Esse tudo de amor...
Não posso calar
O que minha alma grita.
Se calo,
Viro pedra doente ! "

Dú♥Karmona®


18 setembro, 2010

Vá ...






















Vá ...
Não! não precisa se trocar...
Você está bem assim...
Leve tudo com você, não se dispa...
Ele nem vai perceber...
Ele estará em você,
No que sente, no que emociona...
Leve tudo... tudo que aprendeu!
Leve os acertos, os erros...
E toda sua dúvida...
Voltará mais leve,
Quando enfim, acordar...

Dú♥Karmona®




Pensamento?



"... Tem uma estrela aqui... bem perto, insistindo em ficar... 
Me aquece com seu brilho...  e quer ocupar o seu lugar. 
Ela insiste em ficar no que mudou
E no espaço que deixou... " 

Dú♥Karmona®


16 setembro, 2010

Psiuuuuu ...

Psiuuuuu ...
 
Fique aí, bem quietinho...
É onde estará seguro!
O que fazer com os ecos?
Ouça todos,
Sinta todos,
É voce que está chegando...

Dú♥Karmona®


13 setembro, 2010

Amor em Pétalas...




Envio Rosas, muitas rosas
De todas as cores,
De todos os sabores ...
Com toda essência exalante
Minha e delas, sem Espinhos
Eu as solto como sussurros ao vento
Que trilham e perfumam o caminho
Sussurrando ... Suave como brisa,
Deslizando em pétalas...
Até te encontrar...


Dú♥Karmona®



10 setembro, 2010

Pensamento ... ( XI )


"... Chegara com o turbilhão, o tempo!
Sem acordo, sem demora, sem segredos...
E aquele acreditar, que ainda doi, doi no peito...
Bate sem respostas, em todo o tempo...
E aquele brilho, atrás dos olhos, vai pra outro lugar...
Sem hora, sem tempo e lá dentro ela, chora ... "

Dú♥Karmona®



07 setembro, 2010

Você!



Você!
Sim... você!
Estive com você ate agora, nem saí...
Até tento, mas o meu dia pergunta, a vida...
Sinto falta do seu olhar.
E olho pra dentro...
Foram tantas emoções
Que minha alma sangra,
E sangra a dor que separa
Separa da vida, do real
O que ficou...
E o meu dia pergunta: Você?!

Dú♥Karmona®

05 setembro, 2010

Beijo na alma!

 

Beijo na alma !

Beijo na alma
São palavras sentidas
Quando reconhecidas,
Chega ao coração
Não é o mesmo que ser
Beijado, no rosto, na boca...
É o mesmo que sentimos
Quando em Oração
Perceptível somente
Pelas almas em sintonia...
É a emoção de um afago,
De um abraço.
Que mata, deixa e leva saudades...
Beijo na alma!


** porque sempre envio bj na alma? texto em resposta ao meu amigo lindo Edi ! Lindo ele, lindo...

Dú♥Karmona®



Solidão ...


Pronto, agora eu vou... não sei mais esperar o meu Sol chegar.
Ele se foi e sei que não volta, eu pedi, pedi para que fosse.
Sua luz já não estava tão clara e sua penumbra me confundia, mesmo quando tinha a lua...
Ele estava (antes de tudo) entre as coisas importantes, com todas as cores...
Perdeu o tom, ficou sem som, e perdeu de novo para o mar...
Não reconhece a estrela do mar, nem o rio que foi em outro tempo...
A nossa musica ainda toca, escuto a canção do seu olhar junto com o perfume que ficou.
Esqueceu de avisar que estava chovendo e assim desmanchou todo nosso castelo...
Esqueceu de levar também a saudade que deixou.
Mexeu com meu cotidiano, e agora percebo a diferença quando falo sem respostas...
Sem som, só a porta fechada e a vela acesa. Ainda tem o seu perfume aqui, em meus versos...
Olho no fundo daquela canção, e não tem o mesmo tom e nem acredito mais naquele destino.
Não posso entender sozinha, insistir em nós, sem espaço, sem atalhos...
Só 'voce'... Só 'eu'... sozinho ficamos 'nós' sem nos reconhecermos
Sei o que ficou quando se foi, deixou tudo no mesmo lugar até mesmo o seu olhar.
A canção ainda ouço, mas sei que ainda não ficou pronto aquele verso que ficou no porta retrato. Nem terminou de ler aquele livro que guarda a rosa que me deu...
Não importa onde eu esteja, não quero leva-lo, mas quando chego, não importa onde eu vá, ele já está....
Ah! as flores, não sinalizam mais o caminho, está escuro lá no fundo...
Tem névoa em pensamentos e naquele sorriso antes inocente...
Tenho que recuar para poder continuar a te sonhar...
Preciso ficar só pra conseguir entender as coisas que não deveria ter ouvido, sem nexo, sem sentido existir, mas ele insiste em acreditar só para fazer existir...
Não quero nada de mal, nem quero ficar aqui inerte, sentindo a vida cansada.
Quero prosseguir! Nem mesmo sei pra onde vai aquela nuvem de sonho.

Mas seguirei ate que ela seja de novo rio, depois no ar, e de novo no ceu.
E quando cair em chuva vou tomar e molhar a minha alma dançante, tingida da cor do som, de sonho... Assim, posso existir um pouco mais.
Pronto! Agora é 'preciso' ir . Levo meus sonhos junto com minha solidão devolvida... mas deixo esse dia esquecido, esse dia sem Sol. Deixo também na realidade, meu nome e endereço.

Dú♥Karmona®

01 setembro, 2010

Pensamento ... ( X )

 

"Sabe aquele mundo guardado,
Aquele com voz de tudo e cheiro de mação verde...
Aquele que ficava entre a relva macia
E o abraço roubado?
Ficou tão pequeno dentro do peito que virou coração
E bate em ritmo de festa
Até mesmo quando não é pra sorrir...
Fincou amor escarlate, tatuou em sangue
E virou serpentina na minha canção..."


Dú♥Karmona®

Retorno ...



" Quando fazemos do "Inverno" Outono
Quando na verdade está pra chegar a "Primavera",
É porque não temos que parar,
Só prosseguir com as 'flores' das quatro estações...
E assim será o retorno: forte, florido e escarlate!
E, sem saudade..."

Dú♥Karmona®