28 fevereiro, 2010

Minha Metade


























A minha metade, a que te conquistou...
Com meus versos, minhas rimas
A fortaleza que te fiz
A translucidez de minha alma
Reconhecida pela tua
Ficou toda na tua alma
Porque a outra metade da minha
Sentindo a ausência da tua
Ficou na brisa do vento
Agora em brasa...
Ventania assombrada
Pelo fogo que arde.
Pelo silêncio que se ouve
Pelo vazio que deixou...
E me tranco em versos
Com a metade que restou...

Dú♥Karmona®

22 fevereiro, 2010

Surreal ...


























Chegou assim
Entre poesias, rosas...
Perfumes... músicas
Depois, despi-me de fatos
De 'nãos' e 'porques'...
E nem sei mais 'o que'
Mas ficou um rosto, um olhar
Que não consigo esquecer...
Um sussurro em meu ouvido
Transbordando de querer...
Sonhos... fantasias...
Talvez magia...
Que transforma em poesia
Sem de fato ter
Surreal? talvez... então...
Entre razão, emoção
Musicas, rosas e batons...
Rasgo minh'alma entre escolhas
E me embriago de poesias...


Dú♥ Karmona ®

21 fevereiro, 2010

Hoje ...


























Hoje vim aqui só para dizer
Que o que prometi
Não sei esquecer...
Carrego a vida toda!
É um cumprir sem dor
Só pra mostrar quem sou...
Hoje, digo ao seu abrigo
Que faz parte de mim,
Mesmo quando digo
Que não estou...
E o meu amor, Ah! O meu Amor...
Tem nome e carrego onde for...


Dú♥Karmona®

18 fevereiro, 2010

Ilusão ...


"... Choro por tudo que perdi,
Por tudo que tranquei
E por tudo que me vesti...
Mas perdi sem ter tido,
Tranquei o que escapou
E me vesti de poesias! "

Dú♥Karmona®

17 fevereiro, 2010

Saudade


























Arde como fogo em meu peito
Queima mais que a solidão de você
Fico em devaneios desconexos
Que recortam em pedaços
O que restou da minha alma
Mutilada pela sua
E me espalho ao vento,
Que faz da nossa cançao ventania
Ecoa em minh'alma confusa
Que agora é metade da sua
Procuro, me perco
E continuo acorrentada
Na minha outra metade
Sem me fazer inteira...


Dú♥Karmona®

12 fevereiro, 2010

Nosso Carnaval...

Nesse nosso carnaval
Flutuei entre serpentinas e confetes
Ao som dos tambores
Entre suor e historias antigas e amores
Trouxe da vida você em mim
Foi minha inspiração
Meu trio elétrico
Fez o melhor enredo
Desse nosso carnaval...
Foi meu pierrô e eu sua colombina
Entre sambas incertos
Saudades perversas
Foi o matiz do meu viver
Porque somos nossa sina...
Entre confetes e serpentinas
Você é meu pierrô
E eu sua colombina...
Nesse e em tantos outros carnavais...

Dú♥Karmona®

07 fevereiro, 2010

Liberdade

' ... Nem lembro, 
Mas era um lugar que já deixei...
Sem saber o que fazer, 
Nem te beijei. 
Sai assim; Livre e
Sem avistar ninguem ...'

Dú♥Karmona®

Desejo ...

 













Então, olhe em meus desejos...
Lá dentro, alcance aquele
Bem lá no fundo
E... veja o teu sorriso..."

Dú♥Karmona®